Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

2014 promete ser um ano de contrastes e desafios para todos os consumidores das Américas do Sul & Central e em especial para os brasileiros – como muito bem apontado no relatório da Trendwatching que também identificou cinco tendências de consumo cruciais para 2014, revelando importantes mudanças no comportamento dos consumidores digitais.

O cenário é promissor e apresentará inúmeras oportunidades especialmente para as empresas que já atuam no mercado digital ou para os novos empreendedores digitais que souberem compreender as necessidades e o comportamento dos consumidores e dos e-consumidores, ávidos por soluções que realmente atendam suas expectativas. 

 

5 tendências para 2014 

 

Tendência #1: Status- Smart (Inteligência-Status)

 

tendência 1 Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

 

A internet possibilitou o ingresso de inúmeros usuários à educação. Na grande rede onde não existem fronteiras e o conhecimento é livre, as pessoas podem aprender sobre o que desejarem, no momento em que desejarem, de onde estiverem – e essa transformação ocasionada pelo acesso ao conhecimento continuará a moldar novos comportamentos de consumo, ajudando as pessoas a buscar desenvolvimento e realização pessoal continuada.

Neste contexto empresas que desenvolverem soluções e modelos de negócios voltados para a promoção da educação e de projetos culturais, de maneira geral, tanto na internet quanto fora dela ganharão destaque.

Iniciativas como a do site Veduca (que disponibiliza cursos online abertos – MOOCs) contribuirão ainda mais para o fortalecimento dessa tendência.

Sim, a inteligência será o novo símbolo de status!

 

“Em comparação com os consumidores internacionais, os consumidores das Américas do Sul & Central são os que mais valorizam o ensino superior: 94% dos brasileiros acreditam que o acesso ao ensino superior é vital; seguidos por92% dos mexicanos, 92% dos chilenos e 91% dos venezuelanos – contra a média global de 78%”.
(Nielsen, setembro de 2013)

 

Tendência #2: Civicsumers (cíviconsumidores)

 

tendência 2 Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

Os cidadãos mais conscientes de seus direitos, adotaram novos comportamentos que impulsionam ações e movimentos em busca de mudanças efetivas – e pode-se dizer seguramente que a internet atua como mola propulsora nesse processo.

O uso da rede e em especial das mídias sociais para  disseminação de alertas, denúncias e mesmo para convite aos manifestos sociais, têm acelerado as resoluções de suas demandas à medida que as notícias se espalham e os movimentos ganham outras proporções.

Essa tendência pode ser vista nos últimos eventos em São Paulo, quando várias empresas também se solidarizaram com os protestos: mesmo de portas fechadas liberaram o uso do wi-fi e outras imprimiram cartazes em troca de curtidas em sua página na internet.

 

“78% dos participantes dos recentes protestos da cidade de São Paulo organizaram-se através das mídias sociais”.
(Ibope, junho de 2013)
marcas que apoiaram manifestacoes Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

O novo comportamento dos consumidores fez com que as marcas também se adaptassem a uma nova realidade

Isadora Faber é outro exemplo dos cíviconsumidores. Ela é criadora da famosa fanpage “Diário de Classe e provou que é possível sim “mudar uma cidade de cada vez” e mobilizar aos poucos várias pessoas, em busca de algo maior.  

 

páginas com apelo rede social Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

 

A causa ganhou repercussão nacional e internacional e deu origem a ONG Isadora Faber.

 

“89% dos brasileiros utilizam-se das mídias sociais para interagir com os projetos de responsabilidade social das grandes corporações”.
(Cone, julho de 2013) 

 

Tendência #3: Bitter thuths (“verdades cruéis”)

 

tendência 3 Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

Como sempre os consumidores buscarão novas formas de se comunicar e se relacionar com as marcas e as empresas se verão praticamente obrigadas a lançar campanhas que utilizem elementos que se se aproximem cada vez mais da realidade contextual do seu público-alvo.

 

“82% dos consumidores da América Latina acreditam que as empresas deveriam se envolver com melhorias na qualidade de vida e bem-estar; porém apenas 46% acreditam que as marcas trabalhem duro para cumprir com isso”.

(Havas, julho de 2013)

 

Se por um lado algumas ações publicitárias podem ser consideradas como “arriscadas” por terem temáticas sociais, por exemplo, por outro será justamente a transparência dessas organizações que fará com que o público, por identificação com as causas, se torne mais consciente de questões importantes e ajude a disseminar as ideias por meio da internet.

Foi justamente o que a BRMalls (holding de shoppings centers aqui do Brasil) fez em parceira com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo. Criada no Shopping Villa Lobos a Loja Vazia, como o próprio nome é um espaço vazio que deveria ser preenchido com doações de visitantes que eram destinadas diariamente para a Campanha do Agasalho, amanhecendo novamente vazia no dia seguinte para receber novas doações. 

 

0 Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

 

Tendência #4: Protective Tech (Tecnologia que protege)

 

tendência 4 Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

 

Novos modelos de negócios que visem combater as ameaças à segurança pessoal serão amplamente aceitos pelo mercado, já que a segurança ainda é uma das maiores preocupações das pessoas hoje em dia e o medo e insegurança comportamentos cada vez mais comuns.

Equipamentos para leitura biométrica, aplicativos que se comuniquem com um grupo de contatos em caso de situação adversa como um assalto, sequestro ou coação, aparelhos que permitam o rastreamento de veículos, de pessoas, etc. inovações tecnológicas que devam proporcionar maior segurança para todos os usuários e ajudem a reduzir fraudes deverão ser algumas das apostas de investimentos, com retornos praticamente garantidos.

 

Tendência #5: Life: on demand (“vida sob demanda”)

 

tendência 5 Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

Em um mundo onde as jornadas de trabalho são cada vez maiores e em alguns casos demasiadamente estressantes, os consumidores e e-consumidores darão cada vez mais valor a comodidade, a conveniência.

Assim, produtos e serviços que ajudarem a poupar tempo, superconvenientes, acessíveis instantaneamente, em canais fáceis de navegar e que deem a sensação de controle e realização terão ainda mais espaço entre as preferências dos consumidores.

Mas aqui também está um desafio. Garantir que as expectativas cultivadas através da internet também possam ser expandidas para o ambiente offline.  O que funciona online deve ser feito offline e vice-versa.

 

 “Faça seu cliente ganhar tempo com você e com sua empresa”

(Luiz Marins)

Economia de tempo franquia Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

Vida sob demanada: padaria drive-thru Pão To Go (inaugurada em São Carlos/SP)

 

Insights para seu negócio

 

Essas cinco tendências nos ajudam a identificar novos estilos de vida e comportamentos que certamente definirão a forma como os consumidores digitais deverão interagir com as empresas e marcas.

Enormes oportunidades estarão ao alcance daqueles que forem capazes de atender a essas necessidades, desejos e padrões de comportamentos dos consumidores, com novos modelos de negócios, produtos e serviços.

Veja abaixo as cinco tendências de comportamento dos consumidores para este ano e de que forma você pode se preparar para atendê-las:

  1. Inteligência-status: desenvolva produtos e serviços que ajude as pessoas a atingir seus objetivos pessoais e profissionais;
  2. Cíviconsumidores: desenvolva plataformas que ajudem as pessoas a expressarem suas necessidades e desejos locais. Propicie ferramentas que capacitem, auxiliem, os apoiem, que os ajude a se comunicar com o mundo.
  3. Verdades cruéis: descubra novas maneiras efetivas de se comunicar e se relacionar com o seu público-alvo, aproximando-os cada vez mais da sua marca;
  4. Tecnologia que protege: aplique a tecnologia de novas maneiras para fazer com que as pessoas se sintam seguras.
  5. Vida sob demanda: pense desde aplicativos que poupem tempo e que coloquem os consumidores no controle, até modelos de negócios inovadores.

Lembre-se de que a inovação pode estar muitas vezes em ideias simples e geniais e em mercados muito mais próximos do que imaginamos.

Bons negócios!


E você, o que pensa sobre o assunto? Gostou do artigo? Compartilhe conosco sua opinião. Não gostou? Acha que podemos melhorar? Então nos ajude a aprimorar nosso trabalho.

Siga o Consumidores Digitais no Facebook e cadastre-se para receber nossa newsletter e para ser informado sobre todas as novidades.

Compartilhe esse insight:
The following two tabs change content below.
 Comportamento do consumidor digital: 5 tendências para 2014

Danielle Vieira

Bacharel em Administração com ênfase em marketing, especialista em Marketing (MBA em Vendas & Trade Marketing) com nove anos de experiência atuando com desenvolvimento de marcas, produtos e serviços, gerenciamento de projetos e redes sociais. Amante da tecnologia e empreendedora digital, presta consultoria na área de marketing digital. É co-fundadora do site Novo Empreendedor Digital (NED), escreve como convidada em alguns outros blogs e tem livros publicados pela Câmara Brasileira do Jovem Escritor. Aventureira e mochileira nas horas vagas.